Os Olhos

No meu ultimo artigo sobre diagnóstico visual escrevi sobre a boca. Esta semana escrevo sobre os olhos, "o espelho da alma".
Tal como a boca, os olhos são, dum ponto de vista de diagnóstico oriental, uma parte muito importante da nossa fisionomia e revelam um manancial de informação acerca da nossa constituição e condição. Para quem não esteja familiarizado com estas expressões, a constituição representa basicamente os aspectos que herdámos e que são de certa forma imutáveis; a constituição é formada pela qualidade das células reprodutoras dos progenitores, influências ancestrais, e ambientais e pela alimentação e estilo de vida da mãe durante a gravidez, entre outros factores.
A condição representa os factores adquiridos, que mudam todos os dias, segundo o nosso estilo de vida, influências geográficas e climáticas e a nossa alimentação.
Quando analisamos os olhos há determinados aspectos constitucionais que são importantes considerar:

 

1. Tamanho dos olhos
Olhos pequenos - revelam aquilo a que se chama em "medicina oriental" uma constituição mais yang: pessoas com este tipo de olhos têm um carácter mais determinado, com uma grande quantidade de energia física disponível. São bastante boas a concentrarem-se e podem com facilidade estudar um assunto em profundidade. Olhos muito pequenos podem estar associados a um comportamento mais tenaz e agressivo.
Olhos grandes - mostram uma tendência mais yin; revelam características de sensibilidade, delicadeza e estão frequentemente associados a uma boa capacidade estética e artística. Mostram pessoas com uma maior abertura emocional e uma boa capacidade de partilhar. Não são particularmente boas com detalhes e tendem a ter uma visão mais alargada da vida. Olhos muito grandes podem estar associados a um carácter demasiado nervoso, hipersensível e irritável.
No que toca ao tamanho dos olhos deve tomar em consideração que, regra geral, os homens têm tendência para ter olhos mais pequenos que as mulheres.
Como curiosidade, num casal, aquele que tem os olhos mais pequenos é geralmente o membro dominante no que toca a tomada de decisões e à orientação dada à vida familiar. Se tanto o homem como a mulher têm olhos muito pequenos, a relação é muito dinâmica, com ambos os membros a quererem constantemente fazer valer as suas opiniões duma forma bastante determinada e persistente.

 

2. Espaço entre os olhos
O espaço entre os olhos é também um factor importante na avaliação da constituição; considere que o mais equilibrado é poder caber um olho entre os olhos. Se tal não for possível, dizemos que a distância entre os olhos é curta; se houver espaço para mais que um olho dizemos que a distância é grande. Os respectivos significados são os seguintes:
Espaço curto entre os olhos - mostra uma constituição mais yang e uma grande perspicácia e capacidade de concentração, em conjunto com uma grande capacidade de decisão e orientação; existe no entanto a tendência para a pessoa se tornar obsessiva com o pormenor e perder uma visão mais vasta. É um tipo de olhos que se encontra com frequência em cientistas, matemáticos, informáticos.
Pessoas com um espaço curto entre os olhos têm que ter cuidado com o consumo excessivo de produtos animais e alimentos salgados, que podem afectar adversamente o fígado, pâncreas e rins.
Espaço grande entre os olhos - revelam uma constituição mais yin e tendência para uma personalidade mais gentil e simpática, com interesses em artes, filosofia e espiritualidade; o carácter tende a ser mais indeciso e aleatório.
Em diagnóstico oriental, um espaço muito grande entre os olhos é chamado de "olhos de viúva" e mostra tendência para separação, dificuldade em manter-se com alguém durante muito tempo ou realizar a mesma actividade continuamente.

 

3. Ângulo dos Olhos
Olhos que se inclinam para cima - mostram a capacidade de pensar de uma forma clara com um bom raciocínio intelectual e um carácter mais assertivo. Denotam ambição e dinamismo, com tendência para a impaciência. Olhos virados para cima estão associados a um carácter mais individualista, com alguma dificuldade em delegar nos outros.
Olhos que se inclinam para baixo - revelam um carácter mais gentil e condescendente; em diagnóstico oriental diz-se que pessoas com este tipo de olhos "nunca consegue dizer não". Uma das características de pessoa com olhos virados para baixo é que são bons trabalhadores de equipa, conseguindo delegar e trabalhar harmoniosamente com as outras pessoas.