Diagnóstico da Boca

A fisionomia ou "arte de ler a cara", tem milhares de anos e foi utilizada no oriente e no ocidente como um dos principais métodos de diagnóstico e de avaliação de carácter. Entre muitas outras, personalidades como Pitágoras, Aristóteles, Avicena, Confúcio, os imperadores chineses, Shakespeare, Franz Joseph Gall, George Ohsawa, Michio Kushi, ensinaram ou escreveram sobre esta arte. Anita Roddick (fundadora da Body Shop) utilizou o estudo da fisionomia quando fez uma campanha para se afastar do ideal estereotipado de beleza.
Na realidade, cada um de nós utiliza o estudo da fisionomia quando analisa alguém: apercebemo-nos da forma da cara, cor da pele, ângulo dos olhos, forma da testa e muitos outros aspectos e é com base nestas informações que, quase sempre inconscientemente, tecemos julgamentos sobre as outras pessoas.
Pessoalmente, comecei a estudar esta arte há mais de 20 anos com um dos seus principais peritos - Michio Kushi - e continuo a achar extraordinário a forma como todo o nosso corpo revela o que somos, como nos sentimos, o que se passa no nosso interior. Não apenas "os olhos são o espelho da alma", mas todo o corpo sem excepção está afinado pelo mesmo diapasão e ao observarmos o microcosmos descobrimos o macrocosmos e vice-versa.
Neste artigo, e uma vez que a maioria das vezes escrevo sobre comida, vou escrever sobre a boca e os lábios, uma parte importante e fundamental da nossa cara, responsável por muitas das alegrias e problemas da nossa vida: se soubéssemos controlar o que comemos, o que bebemos e o que dizemos, a nossa vida melhoraria seguramente bastante.
A boca, dum ponto de vista físico, reflecte a constituição e condição do sistema digestivo e órgãos reprodutores, enquanto que dum ponto de vista mental mostra a nossa capacidade de nos disciplinarmos e de sermos trabalhadores.
Considere os seguintes aspectos da boca e dos lábios:
1. Tamanho da boca (na horizontal)
Boca pequena - mostra um sistema digestivo constitucionalmente forte e força de vontade; pessoas com uma boca mais pequena (nalguns casos quase da mesma largura do nariz) são independentes, tenazes e podem ter tendência para a solidão.
Boca grande (larga) - mostra uma tendência para ter um sistema digestivo mais débil e dificuldade em manter uma rotina diária monótona; pessoas com uma boca grande são classificadas como mais yin na filosofia oriental e necessitam de uma maior diversidade na vida.
2. Tensão da boca (se mais aberta ou fechada)
Boca bem fechada - Excepto quando comemos, bebemos ou falamos a nossa boca deve permanecer fechada - tal condição mostra boas funções digestivas, respiratórias e nervosas.
Boca aberta - Se a boca tem pouca tensão e permanece aberta, os sistemas digestivo, respiratório e nervoso não estão muito bem e há menos vitalidade física.
Boca muito fechada - Uma tensão demasiado forte na zona da boca (que regra geral acompanha um maxilar igualmente tenso) denota vitalidade física mas também tendência para problemas de fígado e de vesícula.
3. Espessura dos lábios
Lábios espessos - Lábios cheios são sinónimo de sensibilidade e pessoas com estes tipos de lábios têm mais facilidade em descontrair e gozar a vida, apesar de ser mais fácil perderem a motivação. Lábios muito espessos podem também mostrar dificuldades digestivas. Em medicina oriental, o lábio superior representa o estômago enquanto que o inferior representa os intestinos: se um deles estiver mais inchado que o outro denota problemas no órgão correspondente.
O lábio inferior protuberante (frequentemente associado com sensualidade) está relacionado com problemas intestinais como obstipação ou diarreia.
Lábios finos - mostram vitalidade física e pessoas muito trabalhadoras, mas com dificuldade em descontrair e em perder o controle. Se os lábios forem anormalmente finos (quase não existindo) podem mostrar um carácter violento. (os retratos "robot" de criminosos violentos apresentam frequentemente pessoas quase sem lábios).
Tenha por favor em consideração que com a idade os lábios tendem a tornar-se mais finos, pelo que numa pessoa idosa este tipo de lábios é relativamente normal.
4. Cor dos lábios
Lábios saudáveis devem ter uma cor rosada. Se mais brancos, podem mostrar anemia ou menos vitalidade física. Se mais escuros, acumulação de gordura no organismo estando frequentemente ligados a níveis elevados de colesterol e triglicéridos. Se mais vermelhos, o sistema digestivo pode ter algum tipo de inflamação ou infecção.
É importante considerar que com excepção do tamanho da boca, todos os outros aspectos mudam (se bem que lentamente) conforme a nossa alimentação e estilo de vida. Alimentos mais yin - açúcar, frutos tropicais, alimentos refinados, etc (veja artigos anteriores por favor) criam lábios mais cheios e inchados enquanto que alimentos mais yang - produtos animais, sal, alimentos secos e queimados, etc. - causam lábios mais finos e maior tensão na boca, por exemplo.
Espero que ache o tema interessante. Em próximos artigos escreverei sobre outras partes do corpo.