Manter a Saúde

Manter um estado de boa saúde deve ser uma prioridade para todos nós; a saúde é um dos nossos bens mais preciosos, algo que infelizmente a maioria das pessoas só compreende quando se vê a braços com uma qualquer doença.
Quando somos saudáveis encaramos a vida com mais coragem, estamos mais disponíveis para os outros, somos mais sensíveis ao meio que nos rodeia. Se bem que algumas pessoas possam herdar determinados problemas constitucionais que não lhe permitem usufruir de uma vida relativamente saudável, mantermo-nos em boa forma e mesmo recuperar de problemas de saúde mais ou menos graves não é na maioria dos casos particularmente difícil.
Na realidade, o nosso corpo tem a sabedoria para se tentar manter sempre funcional, criando mecanismos de defesa e de adaptação constantes; sem a capacidade de adaptação adquirida ao longo de milhões de anos de evolução morreríamos literalmente com o ar que respiramos, a água que bebemos ou os alimentos que ingerimos; enlouqueceríamos com a quantidade de informação a que o nosso sistema nervoso está continuamente exposto. No entanto, a maioria das pessoas consegue viver razoavelmente bem e adaptar-se a imensas condições adversas, porque o organismo tende sempre a criar equilíbrio e harmonia.
Neste artigo propus-me escrever sobre aqueles que penso serem os factores mais importantes na manutenção e recuperação da saúde, factores esses que são bastante simples e baseados no bom senso. Acredito sinceramente que para sermos saudáveis não necessitamos de nenhuns estudos especializados nem de seguir quaisquer teorias complicadas. A saúde surge quando seguimos as leis da natureza e a doença quando as violamos, consciente ou inconscientemente.
Assim, os aspectos que considero mais essenciais na criação de uma vida vital e gratificante são:
1. Auto-reflexão
2. Alimentação adequada
3. Estilo de vida natural e actividade física regular
A auto-reflexão é provavelmente a actividade mais importante nas nossas vidas e algo que devemos fazer com regularidade; reflectirmos profundamente sobre as nossas vidas coloca-nos em contacto com os nossos valores prioritários e ajuda-nos a tomar uma direcção mais positiva na vida. Aprendermos a assumir a responsabilidade dos nossos actos e a colocar o leme da nossa vida nas nossas mãos é fundamental para nos sentirmos bem connosco mesmo e para realizarmos que temos o poder de transformação necessário para viver melhor.
Assumir a responsabilidade pela nossa saúde e bem estar pode ser difícil mas é a única forma real de nos curarmos verdadeiramente. Isto não significa que não possamos obter ajuda de técnicos mais ou menos especializados mas o que realmente conta é aquilo que fazemos no dia a dia com as nossas vidas.
Como exercício de auto-reflexão, sugiro-lhe que use pelo menos meia hora do seu dia, preferivelmente uma hora, para reflectir sobre a direcção que está a tomar em todas as esferas da sua existência. Analise aquilo a que dá mesmo valor e de que forma é que pode melhorar as diferentes áreas da sua vida: biológica, emocional, social, espiritual.
Sobre alimentação adequada tenho escrito imensos artigos e seguramente que o leitor tem a noção de que as escolhas alimentares são determinantes para a saúde. Para não me alongar demasiado num tema sobre o qual escreverei muito mais vezes sugiro-lhe que comece a escolher alimentos mais naturais para as suas refeições diárias, nomeadamente cereais integrais, vegetais da estação, leguminosas, sementes e oleaginosas, frutos, entre outros. Evite ou minimize o uso de açúcar, produtos químicos, carne vermelha, produtos lácteos.
A maioria dos mais recentes estudos de nutrição aconselha uma alimentação predominantemente de origem vegetal como sendo a mais saudável não só para a saúde humana como também para a saúde ambiental.
No que toca ao estilo de vida e actividade física as sugestões são: em casa utilize tanto quanto possível materiais naturais e ornamente o lar com plantas verdes; evite o uso excessivo de material electrónico e eléctrico, em particular no quarto de dormir. Em contacto directo com a pele vista apenas roupa de algodão, evitando especialmente o uso de tecidos sintéticos; dê preferência a cosméticos naturais. Pratique actividade física regular, pelo menos meia hora seguida a andar todos os dias; a actividade física melhora a circulação sanguínea e linfática e ajuda o organismo a desintoxicar mais facilmente.
As três sugestões apresentadas são importantes e contribuem para uma melhor saúde, e nos mais de vinte anos a que me dedico a estudar e a ensinar os princípios de uma vida mais de acordo com as leis naturais, tive a oportunidade de verificar em mim mesmo e em muitas outras pessoas a validade destas recomendações. Quando usamos a nossa mente e emoções de uma forma mais positiva, escolhemos uma alimentação mais saudável e praticamos actividade física, rapidamente a vitalidade aumenta, o discernimento fica mais claro e ficamos mais alerta em relação à vida.
Proponho-lhe que faça você mesmo a experiência.